fechar

Os melhores tipos de dentes para lâminas de roçadeiras

Os melhores tipos de dentes para lâminas de roçadeiras

Geralmente, existem três tipos de dentes que podem ser encontrados nas serras circulares de roçadeiras.

  • Há as lâminas de uma peça, onde os dentes são do mesmo material que a lâmina inteira e geralmente têm um deslocamento para dar alguma folga à lâmina ao cortar madeira verde.
  • Existem os dentes do tipo motosserra, que são rebitados no disco principal ou uma corrente de serra real instalada ao redor e entre dois discos.
  • E depois há as lâminas com ponta de carboneto de tungstênio, conhecidas como “vídea”, com essas pontas soldadas ao disco.

Dentes de Aço

Existem algumas lâminas baratas que não têm deslocamento para os dentes, isso significa que elas se fixam facilmente à madeira verde e não são recomendáveis.

As melhores lâminas de aço são aquelas que têm um bom deslocamento, têm um dente que lembra a lâmina de uma motosserra e podem ser afiadas com uma lima de motosserra, como esta mostrada abaixo.

Se você decidir por este tipo de lâmina e está preparado para mantê-las afiadas, então essa é, de longe a melhor. As principais marcas de roçadoras oferecem esse tipo de lâmina como opção.

Dentes de motosserra

As lâminas têm uma lâmina de motosserra real, rebitada entre dois discos de aço, ou o outro tipo é onde segmentos de dentes de serra de corrente são rebitados diretamente em um único disco de aço.

Devido à grande largura do corte e à engrenagem inadequada da maioria das roçadeiras, esses dentes precisam ser mantidos bem afiados para um corte eficaz. Com um pouco de prática, isso é bastante fácil de fazer com uma lima de motosserra padrão.

Para um bom desempenho no uso deste tipo de lâmina precisa de uma roçadeira com potência suficiente para conduzi-lo com eficácia, ideal é uma de 43cc. Também eles só são bons para cortar troncos de árvores bem acima do nível do solo.

Ao usar próximo ao solo, onde a terra pode tocar as pontas, ou cavar no solo e com a velocidade que essas lâminas perdem seu fio de corte muito rapidamente. Ao contrário de uma motosserra, que tem uma velocidade de corte na ponta, bem menor que da velocidade das lâminas de roçadeira.

Essas lâminas de corrente inteira ao redor do disco são ainda mais propensas aos mesmos problemas de rebote que as lâminas de aço, por causa do corte muito largo dos dentes da corrente.

No entanto, as de dentes rebitados no disco, onde a folga entre os dentes é maior, oferece bastante folga e muito menos chance de a lâmina emperrar, se você torcer a roçadeira ao fazer um corte profundo.

Dentes de carboneto de tungstênio – vídea

As lâminas possuem ponta de carboneto de tungstênio soldada às pontas dos dentes de aço. O Carboneto de Tungstênio é uma das ligas mais duras conhecidas, ele pode segurar uma aresta muito bem e pode suportar cargas de impacto tremendas, como este encontrado em brocas de alvenaria.

Essas lâminas estão se tornando mais comuns, pois seu preço é agora cerca de um quarto do preço das primeiras lâminas quando foram lançadas. Essas primeiras lâminas cortaram muito bem, mas não duraram muito, pois não demorou muito para arrancar metade dos dentes ao cortar galhos grossos.

As únicas lâminas a serem obtidas agora são aquelas que têm os dentes embutidos no aço e não apenas soldados à face frontal do dente de aço, disponíveis com 40 e 80 dentes.

No entanto, embora esses problemas iniciais de pontas saindo tenham sido resolvidos, essas lâminas não são indestrutíveis. Por mais dura que seja esta liga dependendo dos diâmetros da lâmina, as velocidades de ponta variam de 300 a 450 km / h (180 a 280 milhas / h) e atingir objetos sem ceder nessas velocidades é quase impossível.

A Itecê trabalha e disponibiliza estes três tipos de lâminas veja mais em http://itece.com.br/?s=circular

Comentários

WhatsApp chat